Bruges - a linda Veneza do Norte

August 26, 2018

 

    A medieval Brügge é uma daquelas cidades que parecem saídas de um livro de histórias.  Cercada por canais e por isso chamada de Veneza do Norte, é uma cidade tão fotogênica que você vai se apaixonar.  Além disso, é cheia de lojas de chocolates e o cheirinho delas chega nas calçadas por onde você passa.

    Muita gente faz um day-trip saindo de Bruxelas (ou até de Amsterdam, que eu acho longe demais para isso), mas a cidade é tão graciosa que vale a pena dormir pelo menos uma noite lá.  Isso sem contar que fica muito cheia até o final da tarde, quando essas pessoas começam a retornar e se você ficar por lá vai aproveitar muito ainda, poderá escolher um restaurante mais bacana e tirar fotos lindas.  Se estiver no verão, terá mais tempo ainda para admirar a cidade pois só anoitece por volta das 21:30h.  Dá para ver os pontos principais em apenas um dia, mas passear pela cidade sem pressa é delicioso.

    Ah, vocês verão muitos cisnes pelos canais.  Segundo a lenda, eles surgiram depois de uma maldição do imperador Pieter Lanchals (Lanchals significa "pescoço longo" e cujo brasão da família é um cisne) após sua execução.

 

Clique aqui para saber tudo sobre Gante

 

 

 

Minnewatterpark

 

 

    É onde fica o Minnewater, o Lago do Amor.  Diz a lenda que só vai experimentar o amor eterno quem cruzar a ponte do lago com sua cara metade.  Tem esse nome porque o marinheiro que vivia por lá escolheu um pretendente para a sua filha, Minna, mas ela, por sua vez, era apaixonada por outro homem, que teve que partir quando iniciou a guerra com os Romanos.  Antes de sua partida, eles juraram amor eterno.  Por algum tempo ela conseguiu convencer o pai que o casamento com o noivo escolhido não daria certo, mas chegou um momento que ele não aceitou mais essa desculpa e a obrigou a casar.  Dividida entre a sua promessa ao amante e a vontade de seu pai, ela resolveu fugir para nunca mais voltar.  Ao final da guerra, quando o seu amante retornou a cidade, ele descobriu que ela não estava mais lá e começou a uma busca árdua pela amada. Ao reencontrá-la, ela estava tão exausta de sua peregrinação que acabou morrendo em seus braços.  

   Se estiver chegando de trem, fica muito próximo da estação.  

 

 

Begijnhof

 

 

    Ainda existem alguns Begijnhofs espalhados pela região, como em Amsterdam, por exemplo.  Eles são complexos criados para abrigar as beguinas, mulheres religiosas que viviam em uma comunidade de vida celibatária, sem fazer votos.  Esse de Brugges foi fundado em 1245. 

 

Para um guia completo  do Begijnhof de Amsterdam, clique aqui.

 

    Originalmente, a instituição beguina era parecida com um convento, uma associação de beguinas que viviam juntas ou em estreita proximidade sob a orientação de uma superior, chamada senhora ou prioresa. Na maioria dos casos, as beguinas concordavam em obedecer a determinada regulamentação durante sua estadia e contribuíram para um fundo coletivo.

    O de Bruges, atualmente, é habitado pelas Irmãs da Ordem de São Bento e por mulheres de que optaram por permanecerem solteiras.  

     Ali você se sentirá como se o tempo não tivesse passado.

 

 

Informações

Endereço: Begijnhof 30.

Visitação: de segunda a sábado,de 10h às 17h e domingo de 14;30h às 17h.

Entrada: € 2.

 

 

Käthe Wohlfahrt

 

 

   Quem já percorreu ou pesquisou sobre a rota romântica, na Alemanha, certamente conhece a linda cidade Rothenburg ob der Tauber.  A Käthe Wohlfahrt é a incrível loja de natal pequena da cidade.

     Existem 12 filiais, espalhadas na maioria pela Europa, e uma delas está em Bruges.

  A loja de dois andares tem uma infinidade de objetos de decoração de natal e, mesmo não sendo nada baratos, é quase impossível sair de lá sem levar alguma coisa para pendurar na sua árvore.  

 

 

Huisbrouwerij De Halve Maan 

 

    Esta cervejaria autêntica no centro de Bruges é uma empresa familiar com uma tradição de seis gerações de fabricantes de cerveja desde 1856.  Em 2016, um duto subterrâneo de cerveja, com 3 km, foi construído para conectar a cervejaria à fábrica de engarrafamento que fica fora do centro.

    Você pode fazer uma visita guiada que acontece diariamente e dura cerca de 45 minutos.  No final é oferecida uma Brugse Zot.  Eu não queria fazer o tour porque estava com meu filho e tentei jantar no lugar, mas não consegui.   O restaurante fecha bem cedo.  Só conseguimos chegar no pátio, que é bem agradável.

 

Informações

Endereço: Walplein 26

Visitação: diariamente de 11h às 17h, exceto sábado, até 18h.

Entrada: € 10 para adultos e € 5 para crianças de 6 a 12 anos.

 

 

Stoofstraat

 

 

    Antes de viajar, li em vários lugares que é a rua mais estreita do mundo, mas não encontrei fonte segura alguma que confirmasse a fama e também não sou muito boa em medir largura de ruas para confirmar.  Também não sei dizer se, nesse caso, menor significa mais curta ou mais estreita.  De qualquer forma, vale passar e registrar a rua em forma de cotovelo.  Vai que é mesmo, né?  É uma das poucas ruas da cidade que mantêm o nome original.

 

 

Sint-Janshospitaal 

 

 

    Bem ao lado da Igreja de Nossa Senhora, o Hospital Medieval de São João hoje é um museu em uma bonita construção.  Tem uma história de oitocentos anos de cuidados com peregrinos, viajantes, pobres e doentes.  Você pode visitar as alas medievais onde freiras e monges realizaram seu trabalho de misericórdia, a capela, e uma coleção de arquivos, obras de arte, instrumentos médicos e seis pinturas de Hans Memling.  No sótão Diksmuide estão o antigo dormitório, a sala de custódia adjacente e a farmácia.

 

Informação

Endereço: Mariastraat 38

Visitação: de terça a domingo, de 9:30h às 17h.

Entrada: € 12

 

 

Onze-Lieve-Vrouwekerk, a Igreja de Nossa Senhora

 

                                                                         Foto: Wolfgang Staudt

 

    Igreja onde está a obra "Madonna e a Criança", de Michelangelo, que foi tomada da cidade em dois momentos, uma vez por Napoleão e outra por nazistas, além de inúmeras pinturas, sepulturas pintadas do século XIII e os túmulos de Maria da Borgonha e Carlos, o Audaz.

      A igreja está em obras de renovação de grande escala ainda, por isso a igreja é apenas parcialmente acessível e muitas obras de arte não podem ser vistas. O coro foi renovado em 2015 e o notável interior da igreja pode agora ser novamente admirado em todo o seu esplendor.    Possui a segunda torre mais alta da Bélgica, com 115 metros de altura.

 

Informações

Visitação: de segunda a sexta, de 9:30h às 17h e domingos de 13:30h às 17h 

Entrada: grátis e para a obra € 6.

 

 

Sint-Salvatorskathedraal, a Catedral de São Salvador

 

 

    Igreja do século X, considerada a igreja mais antiga de Bruges, só ganhou o status de Catedral no século XIX, após muitas modificações e ampliações. O interior da Catedral de 101 metros de comprimento contém alguns móveis notáveis e abriga muitas obras de arte.  Entre seus tesouros estão um sótão com um órgão, túmulos medievais, tapeçarias de Bruxelas e uma rica coleção de pinturas flamengas, que vão dos séculos XIV ao XVIII. A câmara do tesouro exibe, entre outros, quadros de Dieric Bouts, Hugo van der Goes e outros primitivos flamengos.

 

Informações

Endereço: Sint-Salvatorskoorstraat 8.

Visitação: de segunda a sexta, de 10h às 13h e de 14h às 17:30h, sábado, de 10h às 13h e de 14h às 15:30h, domingo, de 11:30h às 12h e de 14h às 17h.

Entrada: grátis. 

 

 

Bonifaciusbrug, a Ponte do amor de Bruges

 

 

    Apesar de ter um estilo arquitetônico que parece ser bem mais antigo, a pequena ponte de degraus só foi construída em 1910.  Pode parecer engraçado mas tem até fila para atravessar e você vai dar sorte se tirar uma foto sozinho.  Você passará por uma "casinhola" para atravessá-la e chegará em mais uma área deliciosa do outro lado do canal.  Dela você já avistará a Igreja de Nossa Senhora.

 

Informações

Endereço: Groeninge 6

 

 

Groeningemuseum

 

 

Este é o Museu de Belas Artes de Bruges.  O ponto forte é a arte dos primitivos flamengos, mas o museu também tem peças neoclássicas e de arte moderna.

 

Informações

Endereço: Dijver 12

Visitação: de terça a domingo, de 9:30h às 17h.

Entrada: € 12

 

 

Rua Rozenhoedkaai

    

 

   A rua que beira o canal é um dos lugares mais fotografados da cidade. No final dela o rio faz uma curva e ali é o ponto ideal para você tirar uma linda foto.  

 

 

Grote Markt 

 

 

   Essa é praça do mercado, a praça central da cidade, típica da Bélgica.  Restaurada em meados de 1995, as fachadas dos prédios possuem diferentes estilos arquitetônicos como gótico, renascentista e barroco.  No centro da praça está a estátua de Jan Breydel e Pieter de Coninck, dois heróis populares de Bruges que resistiram à opressão francesa e desempenharam um papel importante durante a Batalha dos Golden Spurs, em 1302.  A praça e seus arredores não são bons lugares para se comer em Bruges, mas vale parar para degustar um chocolate na Godiva ou tomar um sorvete na Häagen Dazs.  Na esquina da praça também tem um Carrefour, caso você queira comer um sanduíche rapidamente e não perder tempo curtindo a cidade.  Claro que há uma barraca de fritkoten na praça, mas não achei tão boa.

 

 

Os prédios da praça

 

Torre Belfort

 

 

    O Belfry é uma torre de sino medieval e um dos símbolos da cidade. Antigamente, ela abrigava uma câmara do tesouro e os arquivos municipais, servindo também como um posto de observação para detectar incêndios e outros perigos de longe.  Com 83 metros de altura, abriga um campanário do século XII com 47 sinos e uma visão panorâmica de Bruges.  Se tiver disposição, pode subir seus 366 degraus (não sem antes esperar um tempo na fila) e ter uma vista bem legal.  Vale esperar se você tiver tempo na cidade.

 

Informações

Visitação: diariamente, de 9:30h às 18h.

Entrada: 10E. 

Às quartas-feiras tem feira até as 13h.

 

Tribunal Provincial

  Era originalmente o Waterhalle, um armazém coberto onde as mercadorias eram carregadas e descarregadas ao longo dos canais que corriam ao lado da praça e que foi demolido em 1787 e substituído por um edifício classicista que, desde 1850, serviu como tribunal provincial. Foi reconstruído em estilo neogótico em 1887, depois de um incêndio em 1878.

 

- Galeria Salvador Dalí

 Ali você poderá ver uma coleção de desenhos e esculturas do artista. Todas são descritas nos Catálogos Raisonnés, que detalham a obra de Salvador Dalí.  A coleção é apresentada em uma decoração de espelhos, ouro e rosa chocante.  Fica embaixo do campanário, à esquerda.

 

4711

   Na praça há uma filial da famosa 4711, a famosa e original água de colônia.  Fica na mesma entrada da Galeria Salvador Dalí.

 

Bruges Historium 

  É um conjunto de cenários de cinema, música e efeitos especiais que remetem a um dia em 1435.  A atração reconstrói, entre outras coisas, o Water Hall, um enorme depósito que existiu por cinco séculos ali na praça.  Você pode experimentar o VR Experience, que usa realidade virtual para mergulhá-lo no século XV em Bruges ou seguir a nova Family Trail, uma rota interativa. 

    Sinceramente não é o tipo de atração que eu recomendaria em uma cidade tão bacana, acho que a vibe do lugar é outra mas fica a informação para quem curte.  Você pode entrar no prédio para tomar uma Duvel no Duvelorium Grand Beer Café e ir no terraço panorâmico, sem cobrança de ingresso.

 

Informações

Visitação: diariamente, de 10h às 18h.

Entrada: €14

 

 

Brugs Biermuseum

 

 

    O museu conta a história dos rótulos típicos da região, seus métodos de fabricação e ingredientes básicos.  

    As crianças acompanham o Kids Tour, que conta a história do urso de Bruges. A sala de degustação e os 16 tipos diferentes de cerveja estão abertos a todos e tem uma ótima vista sobre a Grote.

 

Informações:

Endereço: Breidelstraat 

Visitação: diariamente, de 10h às 18h.

Entrada: tour com degustação de 3 cervejas, € 15 e sem degustação, € 9.  Crianças de 5 a 12 anos, € 6.

 

 

Burg Square

 

 

   A Burg é uma praça muito bonita.  O local já era habitado no século II e no século IX tornou-se a base de operações do conde de Flandres. O Palácio da Liberdade de Bruges era de onde a cidade era governada desde o final da Idade Média até 1795.  Depois disto, os edifícios foram ocupados por tribunais durante quase 200 anos. À esquerda da prefeitura do século XIV está o antigo Tribunal de Justiça, um raro exemplo da arquitetura renascentista em Bruges, e à direita você encontrará a Basílica do Sangue Sagrado.  Você entra ou sai dela por um portal em forma de arco que fica entre o tribunal e a prefeitura e que você pode ver na foto acima.

 

As construções da praça

 

- Stadhuis 

   A Prefeitura de Bruges é uma das mais antigas da Bélgica.  É daqui que a cidade é governada há mais de 600 anos.  A obra-prima é o Salão Gótico, com seus murais do final do século XIX e abóbada policromada. Na histórica câmara ao lado estão documentos originais e artefatos usados ​​para evocar a história da administração da cidade através dos séculos.  A fachada é composta por 48 nichos para estátuas mas as originais, de autoria do artista Jan Van Eyck, foram destruídas por habitantes locais num ato de lealdade aos franceses, em 1790. 

 

Informações

Visitação: diariamente, de 9:30h às 17h.  

Entrada: € 4.

 

- Basiliek van het Heilig Bloed

 

 

   Igreja dupla, dedicada a Nossa Senhora e São Basílio, a Basílica do Sangue Derramado é uma das menores do mundo.  Construída em 1157, acredita-se que guarda um frasco com um pedaço de tecido com o qual José de Arimatéia limpou o corpo de Jesus Cristo e que o Conde de Flandres recebeu como presente, em Constantinopla, por volta do ano de 1150. É composta por duas capelas construídas no século XII, uma em cada andar.  A inferior em estilo românico e a superior, em estilo neogótico e que guarda os tesouros. O conta com inúmeras obras de arte valiosas, além da relíquia. A entrada é no canto direito, quase escondida e sua fachada não parece de uma igreja. 

 

Informações

Endereço: Burg, 13.

Visitação: diariamente, de 9:30h às 12h e de 14h às 17h.

Entrada: grátis e € 2,50 para o Tesouro, que são vários trabalhos artísticos importantes.  

 

 

A baleia de Bruges

 

                                                     Foto: Studiokca por Matthias Desmet

 

    A Skyscraper é uma obra presentada na Trienal de Bruges 2018 e, inicialmente, ficará na cidade até o dia 16 de setembro.  É feita a partir de resíduos de plástico encontrados no mar e recolhidos na costa haviana com a ajuda dos voluntários da Hawaii Wildlife Fund e da Surfrider Foundation em apenas 4 meses.

    É um chamamento a todos para a conscientização e preservação.

“Quilo a quilo, há mais resíduos de plástico das nossas cidades a nadar no oceano do que há baleias. Uma baleia, rompendo a água, é o primeiro ‘arranha-céus do mar’ e, como maior mamífero marinho, pareceu-nos a forma certa para a nossa peça, para mostrar o alcance e a escala do problema.”

    Foi uma surpresa ver a obra.  Eu não sabia que estava lá.  

 

 

Passeio de barco pelos canais

 

 

    Não sou muito fã de passeio no modelo turistão, mas em Bruges é uma das exceções.  É turístico? É.  É legal? Também.  Você consegue percorrer bastante da cidade através dos canais, apreciando as fachadas dos prédios e se situar.  Há várias saídas para os passeios mas todos acabam percorrendo o mesmo caminho, durando sempre cerca de meia hora e custando € 8.  Escolha o que estiver mais perto do lugar onde você estiver na hora que der vontade de fazer o passeio.  A fila pode parecer grande mas anda rápido.  Meu filho de dois anos amou.  Acho que toda criança vai curtir.

    O guia espera uma gorjeta no final do passeio e você vai ver uma cara bem feia se não der.

 

Resumindo: Bruges é linda e você pode eleger outro cantinho, mais especial que esse, como seu preferido.  Aproveite para comer muita batata frita, waffle e chocolate! Beba uma cerveja também, né?

 

Enjoy!

 

 

 

 

 

 

 

 

ília é um cisne) após sua execução.

Please reload

Our Recent Posts

Tomar - A cidade medieval dos Cavaleiros Templários

November 20, 2019

O fuso horário na Suíça. Que horas são na Suíça?

November 17, 2019

Braga - a encantadora cidade portuguesa mais antiga que Portugal

November 17, 2019

1/1
Please reload

Tags

Please reload

 
  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn

Blog Partiu by Blog Partiu