Gante

August 26, 2018

 

    Ghent é uma das cidades que, assim como Bruges, vem ganhando espaço no roteiro de quem viaja para a Bélgica.  Inclusive você vai ouvir bastante português pela sua passagem por lá.

    Por sua proximidade com Bruges, vale a pena visitar as duas, caso esteja de passagem pela região ou, até mesmo, fazer um day-trip saindo de Bruxelas.  

   Também possui canais, como sua vizinha e também é bem aprazível.

    A cidade é bem pequena e você vai percorrer os principais pontos em metade de um dia, se não quiser fazer tudo com a calma que a cidade exala.

    

 

Clique aqui para saber tudo sobre Bruges

 

 

Estação de trem Gent-St-Pieters

 

    Se você está chegando na cidade de trem, seu passeio já começa aí.  O prédio antigo e de arquitetura bem eclética é bonito.

 

 

 Gravensteen

 

 

     O castelo dos condes é uma construção do século XII que fica bem no centro da cidade. O espaço serviu como residência dos Condes, como prisão e fábrica de algodão. No decorrer do tempo, sua estrutura foi se deteriorando e, por fim, foi abandonado. No século XIX decidiram fazer a demolição da propriedade por ter sido há muito tempo abandonado mas alguns arquitetos da cidade se reuniram e impediram que isso acontecesse.  Ele foi restaurado e aberto a visitação.

    Por uma escada caracol íngreme para chegar até o terraço onde estão o Museu Judicial, com uma coleção de instrumentos de tortura, e o Museu de Armas.  Dali você terá uma ótima vista do local.

   O passeio autoguiado dura cerca de 40 minutos.

 

Informações

Endereço: Sint-Veerleplein 11.

Visitação: diariamente, de 10h às 18h.

Entrada: € 10

 

 

Sint-Veerleplein

 

   

    É a praça em frente ao Gravensteen.  Foi batizada em homenagem a um dos santos da cidade e já serviu de tribunal, local para execução de falsificadores de dinheiro e mercado de vegetais.

    Está à beira do Rio Leie, cercada por lojas e restaurantes e por conta deles fica tomada de mesas. 

    Ali também está o Centro de Visitantes.

 

 

Grasbrug

 

                                                                                                         Foto: Marc Ryckaert

   

    Essa é a ponte que corta o Rio Leie.  Dela é possível ver a bifurcação do Rio, Graslei e Korenlei e as torres da cidade. Ali você terá uma das vistas mais bonitas da cidade.  

 


Graslei e Korenlei

 

                                                                                                                    Foto: Fil.ippo

   

    Esses dois lugares que ficam às margens direita e esquerda do Rio Leie e são o coração da cidade.  Atualmente, da região de Graslei, um antigo porto medieval, você ver vários edifícios históricos.  A área abrigava casas de diversas guildas, que tiveram um papel de extrema importância durante a Idade Média.

    Do outro lado fica Korenlei.  Tudo o que resta de alguns dos edifícios originais são as paredes exteriores.  Atrás dessas ruínas fica um hotel.  Durante o passeio de barco você ouvirá explicações sobre os mais importantes. 

    Foi o lugar que mais gostei na cidade.

 

 

Passeio pelos canais

   

 

    Ghent é cortada pelo rio Leye e por inúmeros canais e, por isso, a água é um dos grandes atrativos da cidade e os passeios de barco pelos canais são super populares.

    Eles duram certa de 50 minutos e o barco vai bem mais devagar do que o de Bruges.

    Como já tínhamos feito um passeio desses em Bruges a intenção não era fazer em Gante, mas não dá pra negar que a alegria e esse sorriso da foto valem demais o esforço.

 

Informações

Entrada: € 6,50, adultos e € 3,50, crianças.

 

 

Vrijdagmarkt 

 

 

    Essa praça o era palco da vida social e política da cidade.  Hoje está cercada de restaurantes e cafés e às sextas e sábados um mercado funciona no local, o que acontece desde 1199, visto que Vrijdagmarkt significa "Mercado de sexta".  A imponente estátua que está no centro da praça é de Jacob van Artevelde, o sábio de Ghent, que ficou do lado da Inglaterra durante a Guerra dos Cem Anos e foi assassinado no local em 1345.

 

 

St. Michels Bridge

 

 

    Da ponte se tem a vista mais bonita da cidade.  Você alcançará algumas torres, igrejas, Graslei, Korenlei e o Castelo ao longe.

    Tenho certeza que você passará algum tempo ali tirando muitas fotos.

 

 

Igreja Sint Niklaaskerk

 

 

    A construção gótica foi iniciada em 1440 e terminada só em 1825. No seu projeto inicial foi planejada uma torre no cruzamento dos transeptos de 134 metros (ou seja maior do que a Catedral de Antuérpia), mas por motivos financeiros isso nunca ocorreu.  Construída em pedra Tournay, uma pedra azulada, sua torre está no centro permitindo a entrada de iluminação natural.  Foi usada como torre de observação entre os séculos XIV e XV, quando o Belfort foi construído e assumiu a função.

   Uma das preciosidades dessa igreja é o órgão produzido pelo francês Aristide Cavaillé-Coll.  Contém algumas pinturas e esculturas de mestres famosos, incluindo “Cristo na Cruz” por Anthony Van Dyck.  São Nicolau é o padroeiro dos comerciantes.

 

Informações

Endereço: Cataloniëstraat

Visitação: diariamente, de 10h às 17h, exceto segundas-feiras, a partir das 14h.

Entrada: gratuita.

 

 

Sint-Baafsplein

 

 

    Esta praça é o coração da cidade.  Aqui, perto do local onde o Scheldt e o Leie se fundem, que Gante surgiu.  

 

Os prédios da praça

 

- Belfry

 

    O Belfort é o símbolo da independência da cidade.  O monuemento é, na verdade, a Torre do Relógio. Durante os anos já foi um espaço para guardar alguns segredos municipais e também onde era feita a vigília da cidade.  No alto da construção foram colocados, em 1377, um dragão, com o objetivo de ser um guardião simbólico da cidade e os sinos, que tinham o papel de regular a vida diária da população.  Sua construção teve início em 1313, mas a torre só alcançou sua altura atual no século XX.  A vista do topo do Belfry é mais alta do que a do castelo porém menos central.

    Dentro há uma prisão histórica e também um elevador, mas o alto da torre, infelizmente, não é acessível para pessoas com mobilidade reduzida.

 

Informações

Endereço: Sint-Baafsplein

Visitação: diariamente, de 10h às 18h.

Entrada: € 6.

 

 

- Sint Baafs Kathedral

 

    A Catedral de St. Bavos foi construída no século X, em estilo gótico e ampliada, posteriormente, em estilo românico.  Tem algumas obras de arte expostas e a mais importante é a “The Adoration of the Mystic lamb”, a Adoração do Cordeiro Místico, composta por 12 painéis, dos quais oito são venezianas fechadas. Os painéis laterais são pintados em ambos os lados, dando duas perspectivas diferentes quando estão abertos ou fechados.  Este trabalho é considerado uma obra-prima de Van Eyck e uma das obras mais importantes do início do período inicial da pintura flamenga, bem como uma das maiores obras de arte da Bélgica. Ao longo dos séculos a obra foi comprada, reavida, tomada e retomada, inclusive pelos nazistas, durante a Segunda Guerra Mundial. 

     A original está em uma sala com controle de temperatura. Uma cópia está do lado de fora para explicações minuciosas.  A obra realmente impressiona.

 

Informações

Visitação: de segunda a sábado de 8:30h às 18h e domingos de 13h às 18h

Entrada: gratuita e € 4 para a obra.  

 

 

 Veldstraat

 

    Ela é a principal rua comercial da cidade.  Tem 400 metros de comprimento, começando na Koophandelsplein e terminando na Korenmarket.  No final da rua, você avistará as três torres de Gante, que formam o horizonte medieval da cidade.  

 

 

Werregarensteeg

 

 

    Ela é conhecida por ser a Rua dos Grafites.  A cidade tem uma política de tolerância da prática nesta ruela.  Ela é inteira grafitada, paredes, chão e até o teto. Todos os artistas que participam trabalham juntos para criar e terminar o trabalho uns dos outros.  Fica um pouco distante do burburinho do centro turístico, mas se você curte a arte, vá até lá.

 

 

Cuberdons

 

     

    Os típicos docinhos de framboesa são conhecidos como Narizes de Gante. Tradicionalmente são roxos mas como pode-se ver aí, hoje já tem de várias cores.

    A parte externa deles é durinha e por dentro tem um recheio gelatinoso.  

    Você vai ver muitas barraquinhas e lojas que vendem o doce espalhadas pela cidade. 

    Confesso que fiz feio e não experimentei a iguaria.  Não é o tipo de doce que me apetece.  Devia ter experimentado.  Se você experimentou, me conte aqui embaixo!  Agora estou meio curiosa. 

 

 

 

Enjoy!

 

 

O que visitar em Gante | Pontos turísticos de Gante | O que visitar em Gante | O que visitar na Bélgica | Dicas de Gante | Roteiro de 1 ou 2 dias em Gante

Please reload

Our Recent Posts

Tomar - A cidade medieval dos Cavaleiros Templários

November 20, 2019

O fuso horário na Suíça. Que horas são na Suíça?

November 17, 2019

Braga - a encantadora cidade portuguesa mais antiga que Portugal

November 17, 2019

1/1
Please reload

Tags

Please reload

 
  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn

Blog Partiu by Blog Partiu