Waterloo - onde Napoleão perdeu a guerra

August 28, 2018

 

    Foi de Waterloo que partiram tropas inglesas, belgas e neerlandesas para a batalha que decretaria o fim da era napoleônica na Europa, em 1815. As tropas aliadas eram comandadas pelo Duque de Wellington.  Ao vencer a batalha final ao lado do Marechal prussiano Blücher, Wellington decidiu batizar a batalha como Batalha de Waterloo pelo simples fato de, habitualmente, dar às batalhas o nome da cidade onde dormira na noite anterior, neste caso, Waterloo.

    Como estávamos de carro, seguindo de Bruxelas para Luxemburgo e gostamos de ver os locais onde a história acontece, colocamos Waterloo no roteiro.

 

Clique aqui para ler tudo sobre Luxemburgo.

 

 

Memorial 1815

 

 

    O museu conta a história da Batalha de Waterloo, com um histórico breve sobre os personagens dessa história.  Ele está aos pés do Monte do Leão, subsolo.

    A visita é guiada por um soldado do exército e você tem uma experiência multissensorial.  Durante 15 minutos você assiste em 3D e tamanho real as principais fases do acontecimento.

 

 

Panorama

 

 

   O Panorama é uma rotunda que fica entre o Monte do Leão e o Museu 1815, que possui um afresco panorâmico com 110 metros de circunferência e 12 metros de altura retratando a Batalha.  Tem reprodução de alguns sons como barulhos de sabre, cargas de cavalaria, fogo de canhão, clarões e gritos da infantaria. Dá a impressão de que você está no meio da batalha.

    Você chega a ele através de uma escada no centro da sala.

 

 

Monte do Leão

 

 

    A colina de 40 metros de altura construída artificialmente está no local onde presume-se que o Príncipe de Orange foi ferido antes de se tornar o rei dos Países Baixos.  Foram necessários 3 anos para sua completa construção e você vai precisar subir 226 degraus se quiser chegar lá em cima.

    O leão do topo olha em direção à França e simboliza a vitória das monarquias. Apoiando-se no globo, ele anuncia a todos que a Europa conquistou nas planícies de Waterloo.  De lá você terá uma vista de 360° e verá todo o campo de batalha.  É fácil perceber o que poderiam ser os quadrados de infantaria ou os desdobramentos da cavalaria. Uma tabela de orientação indica as posições defendidas nos diferentes estágios da batalha, as tropas dos aliados do Duque de Wellington e o exército de Napoleão, dando uma ideia do plano estratégico de cada uma das partes para tentar vencer essa batalha. 

    Você pode contratar uma visita guiada a € 55 por hora.

 

 

Museu de Wellington

 

 

    O museu, localizado no centro da cidade, foi hospedaria onde o duque de Wellington estabeleceu seu quartel-general e traçou sua estratégia de vitória.  Ele está a 4 km do Mound Lion.

    Em uma sala são mostradas as fases da batalha.  Você também pode visitar os quartos de Wellington e seu ajudante de campo, Coronel Gordon, com objetos pessoais autênticos dos personagens da batalha. 

 

Informações

Endereço: Chaussee de Bruxelles, 147

 

 

Quartel General de Napoleão

 

 

    Antes de perder a batalha, este foi o último lugar onde Napoleão passou a noite, sob a proteção do famoso batalhão da Guarda Imperial instalado no pomar adjacente, e estabeleceu seus planos de batalha. 

    O museu dispõe de quatro salas de armas, pinturas, gravuras, a cama de acampamento do imperador, sua máscara mortuária, a mesa sobre a qual ele abria suas cartas.  Além disso, guarda o famoso Código de Napoleão.

 

Informações

Endereço: Chaussée de Bruxelles, 66  

    

 

Fazenda Hougoumont

 

 

    Esta fazenda fortificada foi o cenário de uma grande luta.  Em posição avançada protegendo a ala direita dos aliados, Napoleão desencadeou a ação em 18 de junho por volta das 11:30h.  O que originalmente era uma manobra simples tornou-se o ponto mais violento da batalha.  Os ataques franceses foram terríveis e travados ferozmente até as sete horas. O pomar e o jardim mudaram de mãos sete vezes, enquanto os edifícios permaneciam nas mãos dos 1.500 soldados da coalizão. O prédio principal foi queimado.  A casa que vemos hoje é a antiga casa do jardineiro.

    Hoje há um museu com 4 salas.

 

Informações

Endereço:

Visitação: de abril a setembro de 9:30h às 18:30h e de outubro a março, de 9:30h às 17:30h.

 

 

    Caso você queira fazer esse tour completo você pode comprar o Ticket Combinado Memorial 1815.  Você terá acesso ao Museu de Wellington, ao Quartel General de Napoleão, à Fazenda Hougoumont, Panorama, Monte do Leão, Memorial, com audioguide incluído.  Se quiser um tour menor, você pode visitar o Memorial, o Panorama, o Monte do Leão e a Fazenda Hougoumont.  Com o ticket você ainda tem a facilidade de fazer o percurso no ônibus do Memorial.  

 

Informações

Adultos: € 21, para o tour maior e € 17 para o menos.

 

 

Curiosidades

    Há historiadores que dizem que Waterloo é uma farsa.  A batalha teria ocorrido longe e Napoleão sequer teria pisado ali.

    Há também quem diga que o Duque de Wellington não venceu Napoleão.  Napoleão teria sido vencido por suas hemorróidas.  Elas o estavam enlouquecendo e ele não dormia há algumas noites.  Não podia sequer sentar em seu cavalo, quem dirá, comandar suas tropas durante a batalha. 

 

 

 

Enjoy!

 

O que visitar em Waterloo | O que fazer em Waterloo | Dicas de Waterloo | Roteiro de 1 dia em Waterloo

 

Please reload

Our Recent Posts

Tomar - A cidade medieval dos Cavaleiros Templários

November 20, 2019

O fuso horário na Suíça. Que horas são na Suíça?

November 17, 2019

Braga - a encantadora cidade portuguesa mais antiga que Portugal

November 17, 2019

1/1
Please reload

Tags

Please reload

 
  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn

Blog Partiu by Blog Partiu