Westminster Abbey - A abadia dos reis em Londres

September 24, 2018

  

  A Abadia de Westminster, a Igreja Colegiada de São Pedro em Westminster, é uma ampliação do que antes era um mosteiro beneditino do ano de 960.  A pedido do rei Eduardo I, foi feita a construção de uma grande igreja de pedra para São Pedro Apóstolo.  Esta igreja tornou-se conhecida como a "west minster" para distingui-la da Catedral de São Paulo, a "east minster", na cidade de Londres.  

  Segundo a história, tempos antes da existência da Igreja no local, um pescador do rio Tâmisa teria tido uma visão de São Pedro próximo da área.

  Ela se manteve como abadia de Edward por dois séculos, quando, no século XIII, o  rei Henrique III  decidiu reconstruí-la no novo estilo gótico.  Sua vontade era que ali fossem coroados e enterrados os reis.  Ele foi enterrado ali.

 

 

  Hoje há mais de 3.300 pessoas importantes enterradas na igreja e nos claustros, como Isaac Newton (na foto abaixo) e Charles Darwin, e a abadia também contém mais de 600 monumentos e lápides de parede.   
 

 

   Ela foi uma igreja católica até o século XVI, quando foi convertida em uma igreja anglicana.

  Hoje a abadia não é uma catedral nem uma igreja paroquial.  A Abadia de Westminster é um "Royal Peculiar", um local de culto sob a jurisdição de um Deão e Capítulo, sujeito apenas ao Soberano e não a qualquer arcebispo ou bispo.

  Na fachada estão dez estátuas de mártires modernos.  São cristãos que deram suas vidas por suas crenças, mas não são, necessariamente, religiosos, como é o caso de Martin Luther King.  São estátuas, esculpidas em calcário, que ocupam dez nichos sobre a porta oeste.

 

  

 

Saiba tudo sobre o Churchill War Rooms - O gabinete de guerra em Londres. 

 

 

  A abadia possui um coro lindo.  O piso de mármore preto e branco é de 1677.  Alguns acentos são destinados ao clero e aos oficiais da abadia e aos altos comissários dos países da Commonwealth, quando eles participam dos cultos, que são diários.

 

 

 

Túmulo do Soldado Desconhecido

 

 

    Na nave da abadia está o Túmulo do Soldado Desconhecido, o desconhecido morto durante a Primeira Guerra Mundial, cujo corpo foi trazido da França para ser enterrado ali, em 1920.  O túmulo, que contém terra dos campos de batalha da França, é coberto por uma placa de mármore.  As inscrições da lápide são feitas com o metal obtido após a fusão dos capacetes coletados no campo de batalha.  O túmulo está sempre cercado por centenas de papoulas e é um dos monumentos mais comoventes da abadia.  Ali você verá a Medal of Honor, que os Estados Unidos concederam ao Soldado Desconhecido.  É a única condecoração deste tipo entregue no exterior.

  De todos os túmulos da abadia que ficam no chão, este é o único onde não se pode pisar.  Vários outros ficam no percurso pela abadia e você acaba passando por cima deles.

 

 

Lady's Chapel 

 

 

  O local onde estão sepultados 15 reis e rainhas, incluindo Henrique VII, que gastou uma fortuna na sua construção, é uma capela dedicada à Virgem Maria.

 A capela é ricamente enfeitada pelo teto abobadado com pingentes esculpidos.

 

 

Poets 'Corner
 

 

  Aqui é um local de visitação para os amantes da literatura.  Ali mais de 100 poetas e escritores estão enterrados ou têm memoriais.  William Shakespeare e Oscar Wilde, por exemplo, estão enterrados ali.

  Você pode se sentar ali e apreciar as esculturas.

 

 

Cadeira da Coroação

 

 

    Esta é uma das peças de mobiliário mais preciosas e famosas do mundo.  Há 700 anos, os reis da Inglaterra são coroados nela.  Na coroação ela é colocada no centro da Abadia, em frente ao Altar mor.  Durante o resto do tempo, ela fica na Capela de São Jorge.

   A cadeira foi construída por ordem do rei Eduardo I, com um espaço para anexar a famosa Pedra de Scone, que ele roubou da Escócia e chegou à abadia em 1296.  Antes disso, por aproximadamente 400 anos, os reis  escoceses  foram  coroados  sentados na Pedra do Destino.  

   Esta pedra, segundo a história, serviu de travesseiro para Jacó quando ele teve o famoso sonho das "Escadas", que subiam aos céus, cercadas de anjos. 

    Depois de muitos anos, roubo e devolução, hoje a pedra está na Escócia, mas ela retornará à Inglaterra para a próxima coroação.

    Nesta foto abaixo, a cadeira está com a pedra sob ela.  Já na foto de cima, o espaço está vazio.

 

 

 

Os Claustros​

 

  

    Era onde os monges passavam a maior parte do tempo, pois aqui praticavam  meditação e exercícios.  Dos séculos XIII a XV, cada um tem, aproximadamente, 30 metros de comprimento e eram o caminho para os edifícios monásticos.

   Foram danificados em 1298, após um incêndio, e tiveram que ser substancialmente reconstruídos.  

    Nesta área você já pode tirar fotos.

 

 

 

Para saber sobre o fuso horário na Inglaterra, clique aqui.

 

 

Casa do Capítulo

 

 

  O Claustro Leste era um ponto de encontro onde os monges se reuniam com o abade para “manter o capítulo”.  Isso ignificava orar, ler as regras de São Bento, discutir os assuntos do dia e decidir sobre eventuais punições.

 Ela é de 1250 e uma das maiores do seu tipo, com forma octogonal, assentos diferenciados e um imponente pilar central que se estende até o teto abobadado.   Apesar de estar quase vazia, é muito bonita.

  Aqui fica o que se diz ser a porta mais antiga da Inglaterra, de cerca de 1050.  Será que é realmente a última porta daquela época?  Não levei muita fé mas garanti a foto.  Vai que é mesmo, né?

 

 

 

Galeria

 

 

   The Queen's Diamond Jubilee Galleries estão a 16 metros acima do piso da abadia.  Elas foram abertas recentemente pela primeira vez. De lá você poderá ter uma ótima vista do Palácio de Westminster e da Chapter medieval. 
   Você verá o retábulo de Westminster, o mais antigo retábulo da Inglaterra, considerado a peça central da abadia de Henrique III. Também está exposta a licença de casamento real, dada para o príncipe William e Catherine Middleton.  Lá também está o Liber Regalis, que é um guia para encenar coroações e funerais reais na abadia que ainda constitui a base das cerimônias reais de hoje.

   O espaço é bonito e organizado de uma maneira ótima.  Apesar disso, não é muito grande e recebe uma quantidade limitada de visitantes por vez.
 Um elevador está disponível para pessoas com mobilidade reduzida.

 

 

Para saber tudo sobre Trafalgar Square, clique aqui.

 

 

  A abadia possui uma rica biblioteca, que pode ser consultada mediante prévio agendamento.

 

   A entrada para a visita é pela lateral e aconselho muito que você compre sua entrada antecipada.  A fila para comprar na hora é muito grande.

 

 

  Caso queira ir a abadia economizando a entrada, você pode tentar assistir a Evensong, às 17h e sábados e domingos, às 15h, de graça.  A Evensong é a liturgia cantada.  É preciso agendar através do site http://www.westminster-abbey.org/music/choral-services ou pode tentar ir a abadia, virar a direita, pegar a entrada lateral a esquerda e dizer que veio para a Evensong.  Se ainda houver lugar, poderá entrar. 

 

 

Para saber tudo sobre como pagar 1 ingresso e ganhar 2 em quase todas as atrações de Londres, clique aqui.  Vale muito a pena, não deixe de ler.

 

 

Informações sobre The Queen's Diamond Jubilee Galleries 

Visitação: de segunda a sexta, de 10h às 15h e sábados, de 9:30h às 14:30h. 

Ingressos: £ 5, combinado com a entrada da abadia.  Há tickets com desconto para mais pessoas ou gratuito para menores de 17 anos. As Galerias são um espaço menor, portanto a entrada de pessoas possui uma quantidade limitada. 

 

Informações sobre a abadia

Endereço: 20 Deans Yard

Visitação: de segunda a sexta, de 9:30h às 15:30h.  Sábados, de 9 às 15h, de maio a agosto e de 9h às 13h, de setembro a abril.  Quarta-feira Lates, de 16:30h às 18h.  A visitação encerra uma hora após o último horário de entrada.

Ingressos: £ 20.  Há ingressos combinados para mais pessoas, menores e idosos.

Metrô: estações St. James's Park e Westminster.

Fotos não são permitidas no interior da abadia.  Todas as fotos internas do post são fotos oficiais do site da Abadia de Westminster.

 

 

Clique aqui para saber tudo sobre Abbey Road - a famosa faixa de pedestres dos Beatles.

 

 

Enjoy!

 

O que ver em Westminster Abbey | Dicas de Westminter Abbey | O que visitar em Londres | Roteiros de Londres

Please reload

Our Recent Posts

Tomar - A cidade medieval dos Cavaleiros Templários

November 20, 2019

O fuso horário na Suíça. Que horas são na Suíça?

November 17, 2019

Braga - a encantadora cidade portuguesa mais antiga que Portugal

November 17, 2019

1/1
Please reload

Tags

Please reload

 
  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn

Blog Partiu by Blog Partiu