Zaragoza - a cidade de Nossa Senhora do Pilar

September 8, 2018

        Por aqui já passaram romanos, muçulmanos, judeus e cristãos.  Saragoça foi fundada pelos romanos no século XIV a.C como Caesaraugusta, a partir do qual derivou seu nome moderno.  É a única cidade romana que teve o privilégio de exibir o nome completo do imperador César Augusto.  A cidade também já foi um importante centro muçulmano chamado Medina Albaida Sarakosta, se tornando cristã apenas em 1118.  

        Hoje Zaragoza é a quinta maior cidade da Espanha.

      É possível conhecer a cidade em um dia, mas em dois seria o ideal.  Para quem vai de Madri a Barcelona de carro ou de trem, Zagaroza é uma parada ótima!

 

 

Para saber tudo sobre a Catedral de Sevilha e La Giralda, clique aqui.

 

 

        Algumas atrações fecham aos domingos depois de 13h ou 14h, portanto, procure encaixar a cidade no seu roteiro de segunda a sábado, caso pense em passar apenas um dia por lá.

      Zaragoza possui um plano de turismo acessível para pessoas com deficiência, inovador e único na Espanha. Inclui serviços para pessoas com deficiências físicas, visuais e auditivas.  Um lindo exemplo que deve ser seguido!

 

 

Puente de Piedra

 

 

       De origem romana, do século I,  é a ponte mais antiga que sobre o rio Ebro.

       Foi restaurada em vários momentos devido à inundação do Ebro.  Na última remodelação, já no século XX, os quatro leões de bronze, obra do escultor Francisco Rallo, foram dispostos nas suas extremidades.

 

 

       Não deixe de atravessá-la e ter uma visão da Basílica do outro lado do rio, tanto durante o dia, quanto à noite.

 

 

Plaza del Pilar

 

 

         Chamada de "o corredor da cidade" a Praça do Pilar é uma das maiores praças apenas para pedestre da Europa.

       A Virgen del Pilar é a padroeira de Saragoça e Aragão e é reconhecida como rainha e padroeira da comunidade hispânica. 

Das colunas pendem as bandeiras de todos os países latino-americanos.

          Em um extremo da praça está a Fuente de la Hispanidad, com o desenho do mapa da América Latina.  Um sulco forma o mapa da península de Yucatán e da América Central.  A cachoeira que cai na lagoa simula a formação da América do Sul e da Terra do Fogo.  Isto é devido à coincidência da descoberta da América, em 12 de outubro de 1492, com o dia da festa da Virgen del Pilar.  

       A fonte está  bem em frente à Igreja de San Juan de los Panetes.

 

 

       No outro extremo da praça, próximo à Seo, está o Monumento a Goya, que viveu parte de sua vida em Zaragoza e possui obras espalhadas pela cidade.

 

 

 

Para saber tudo sobre Granada, clique aqui.

 

 

Basílica de Nuestra Señora del Pilar

 

 

     Segundo a fé católica, o apóstolo Tiago encontrava-se em Cesaraugusta, atual Saragoça, nas margens do rio Ebro, junto de alguns de seus novos seguidores.  Muitos cesaraugustanos não acreditavam em sua pregação e ele começou a perder forças e a questionar-se sobre o sentido de continuar espalhando a mensagem de Jesus na terra.   Na madrugada do dia 2 de Janeiro do ano 40, quando fraquejou por conta do desânimo, viu Maria, a mãe de Jesus, rodeada de anjos que vinham desde Jerusalém, para confortá-lo e renovar os seus ânimos.  A Virgem entregou a Tiago o Pilar, a Coluna de jaspe que hoje sustenta a sua imagem, como símbolo da força que devia ter a sua fé.  Maria encarregou-o de levantar um templo sobre o Pilar que havia lhe dado.   A basílica fica no exato local onde Maria teria surgido.

 

 

    A basílica é o maior templo barroco e um dos doze tesouros da Espanha e o primeiro santuário Mariano da cristandade.  Por isso é o monumento mais visitado da Espanha.

      A igreja passou por diversas mudanças.  A capela primitiva foi respeitada durante a dominação muçulmana.  Depois disso, uma igreja românica foi construída no local.  Ao ser afetada por um incêncio, surge uma nova igreja gótico-mudéjar.  Com o crescente aumento da fé e da visitação ao templo, ele foi sendo aumentado para suportar a demanda.

        Hoje, com 130 metros de comprimento e 76 metros de largura, possui 4 torres com 92 metros de altura cada e todas com nomes de pessoas.  Além disso, tem 11 cúpulas de azulejo colorido, que são mais bonitas olhando da ponte, de onde você conseguirá perceber melhor os detalhes.  Está localizada às margens do rio Ebro.

  Em agosto de 1936, durante a Guerra Civil Espanhola, a Basílica foi bombardeada.  Quatro bombas caíram em torno dela.  Uma caiu no Ebro, outra na Plaza del Pilar e duas no interior do templo sem que nenhuma delas explodisse, o que aumentou ainda mais a fé e a devoção pilarista.

   Lindo também é o retábulo que está no centro da basílica, esculpido em alabastro de Escatrón, com um coro da renascença e dedicado à Assunção da Virgem.  

        Ainda reúne obras de grande valor como os afrescos de Goya no coreto e a cúpula "Regina Martyrum".  Há,  também, um museu dentro da basílica.

 

 

       De onde nós contemplamos a virgem, no templo de Pilar, só podemos ver uma das placas de prata que cobrem a Sagrada Coluna, mas é possível ver a própria coluna de jaspe atrás de onde está a imagem.  O Papa João Paulo II beijou o Pilar em suas duas visitas a Saragoça, nos anos de 1982 e 1984, respectivamente, como indica a placa.

 

 

A Capela Santa

 

 

           A capela impressiona! É um templo dentro de outro templo!

      Esculpida em mármore branco, a Virgem rodeada por anjos parece flutuar.  Do seu lado esquerdo está Tiago rodeado por seus discípulos que contemplam a vinda da Virgem, chamado de "Os Sete Convertidos".  Do lado direito está a imagem da Virgem do Pilar.  Colocado em uma coluna sagrada, está dentro de um camarim de prata, com fundo de mármore verde, cravejado de jóias doadas por devotos.  O arquiteto Don Ventura Rodríguez respeitou o pedido do cônego de que coluna não fosse trocada de lugar e a virgem permaneceu respeitosamente ali ao longo dos séculos.

     O teto é maravilhoso!  Fiquei encantada!  Ele possui uma abertura que permite ver a cúpula pintada por Velásquez.

          No final da visita poderá ir até a loja da igreja.

 

Informações

Endereço: Plaza del Pilar, s/n

Visitação: de segunda a sábado, de 6:45h às 20:30h, domingo e feriados, de 6:45h às 21:30h.

Entrada: gratuita.

Museu Pilarista: de segunda a sexta, de 10h às 14h e de 16h às 20h, sábado, de 10h às 14h.

Entrada: € 2

Torre com elevador: inverno, de 10h às 14h e de 16h às 18h. Verão de 10h às 14h e de 16h às 20h

Entrada: € 3

 

 

 

Muralha romana
 

 

      A muralha romana de Zaragoza cercava a cidade quando ela era uma colônia romana conhecida como Caesaraugusta. Atualmente, é possível ver apenas fragmentos do que foi a poderosa fortificação, espalhados por toda a moderna Zaragoza.  

      Este fragmento da foto está no final da Plaza del Pilar.

 

 

Clique aqui para saber sobre o fuso horário na Espanha.

 

 

Ayuntamiento

 

 

        O prédio da prefeitura de Zaragoza está na Plaza del Pilar, entre a Basílica del Pilar e a Lonja de Zaragoza .

       Apesar de ter sido concluído em 1965, sua fachada imita o estilo renascentista aragonês e seus telhado, escadas e corredores imitam o estilo mudéjar.

 

Informações

Visitação: de novembro a março, de segunda a sábado, de 10h às 14h e de 16h às 18:30h.  De abril a outubro, diariamente de 10h às 14h e de 16:30h às 20h.  Há visita guiada.

Entrada: € 5.  Gratuita aos domingos.

 


Lonja

 

 

      A Lonja é a antiga bolsa de mercadorias de Zaragoza.  É o edifício renascentista mais importante de Aragão.  Ele também foi o primeiro a adotar este estilo.

 

 

     Em frente está o famoso Caballito de la Lonja, uma escultura em bronze que homenageia o fotógrafo Angel Cordero Gracia.  Famoso por atrair as crianças da cidade, difícil vai ser tirar seu filho de cima dele.

 

Informações

Endereço: Plaza Nuestra Sra. Del Pilar, s/n

Visitação: de terça a sábado, de 10h às 14h e de 17h às 21h. Domingos e feriados,  de 10h às 14h30, quando há exposição.

 


Palacio Arzobispal

 

 

    O palácio foi morada temporária de muitos reis da Coroa de Aragão e da Espanha. Mais tarde foi cedido e drasticamente remodelado entre 1779 e 1787 e hoje é a residência do Arcebispado de Zaragoza.

   O Palácio do Bispo mistura os estilos mudéjar, renascentista, barroco e neoclássico.

 

Informações

Endereço: Plaza de la Seo 5.

A entrada não tem acessibilidade.

 

 

La Seo

 

 

    Foi construída no local do antigo fórum romano de Caesaraugusta

e da mesquita de Saraqusta, cujo minarete ainda permanece impresso na torre atual.  Depois disto foi uma mesquita.  Fica em um dos extremos da Plaza del Pilar e mistura alguns estilos.  O exterior possui decoração mudéjar, de tijolos e cerâmica.  Já no interior está um belo retábulo gótico e tapeçarias flamengas.  As quatro virtudes cardeais foram colocadas na torre do relógio: Prudência, Justiça, Fortitude e Temperança. 

   Zaragoza foi a primeira cidade do mundo a ter duas catedrais, mas apesar disso, há apenas um bispo.  "Catedral do Seo" não é a forma correta de chamá-la.  Seo é sinônimo de catedral.   O nome correto é "Catedral do Salvador" ou "Seo".

  Lá está o Museu de Tapeçarias e a visita ensina com interpretá- los.   visita guiada que dura 20 minutos.

 

Informações

Endereço: Plaza de la Seo, 4

 


Teatro Romano de Caesaraugusta​

 

 

    O Museu do Teatro Caesaraugusta abriga 7 mil metros quadrados de vestígios arqueológicos do século I.  Ali podemos ver os restos das arquibancadas e do palco do teatro da época e que hoje estão protegidos por uma cobertura de policarbonato translúcido.   Ali também está o Centro de Interpretação, onde você conhece a história do teatro e os gêneros dramáticos, sociais e políticos da época.

   Caso não seja o tipo de visita que você curta muito, vá até lá e olhe da rua mesmo.  Dá para ver bastante da construção.

 

Informações

Endereço: Calle San Jorge, 12

Visitação: de terça a sábado, de 10h às 14h e de 17h às 21h, domingo e feriados, de 10h às 14:30h.

Entrada: € 4

 

 

Calle Alfonso I

 

 

   A Calle Alfonso I é para quem gosta de arquitetura ou fazer compras.  Com suas formas e cores é bonita e agradável.

 

 

Aljafería

 

 

   Com a invasão Moura, a cidade se tornou a capital de um importante reino muçulmano, cuja sede era o Palácio de La Aljafería.

    Aljafería é um palácio fortificado construído em estilo mudéjar, com seus característicos arcos e pilastras.  

     Após sua tomada por Alfonso I, no século XI, o palácio passou a ser a sede do reino de Aragão.

   Conserva um magnífico exemplo do Califado de Córdoba e da cultura islâmica de Alhambra, em Granada,

 

 

Clique aqui para ler tudo sobre Córdoba.

 

 

     Zaragoza não é só essa parte antiga e histórica.  Possui uma parte moderna, cosmopolita, com grandes avenidas e lojas famosas. 

    Deixe para o final do dia a caminhada na área dos prédios criados para a Expo 2008.  Ficam muito bonitos iluminados à noite.

 

Enjoy!

 

 

Dicas de Zaragoza | O que fazer em Zaragoza | Roteiro para 1 ou 2 dias em Zaragoza | 24 horas em Zaragoza | O que visitar em Zaragoza | Pontos turísticos de Zaragoza

 

 

 

 

 

 

 

Please reload

Our Recent Posts

Tomar - A cidade medieval dos Cavaleiros Templários

November 20, 2019

O fuso horário na Suíça. Que horas são na Suíça?

November 17, 2019

Braga - a encantadora cidade portuguesa mais antiga que Portugal

November 17, 2019

1/1
Please reload

Tags

Please reload

 
  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn

Blog Partiu by Blog Partiu